Dias difíceis

Sumi por alguns dias, e antes que venham com mil pedras a mão, tenho motivos. Muitos, aliás. Um deles é que tenho vivido dias difíceis. Em todos os sentidos (ou quase todos).
Sabe quando você acorda e simplismente não está de bem com a vida? Isso, aquele dia que você tira só para pensar em coisas ruins. Sonhos não realizados, problemas não resolvidos ou coisas não superadas.
Aí então você coloca os fones de ouvido, e dá-lhe modo aleatório. Engraçado que quando se está nesses dias, até o modo aleatório reconhece. Como se fosse um dispositivo. Quando isso acontece, ou eu vou no embalo e ouço as piores músicas ou morro de raiva do celular e meu dia fica pior ainda.
Sou bem fria nesse sentido. Independente do que estou sentindo raramente falo à alguém e quando falo, nunca falo tudo. O que acaba sendo mil vezes pior, sufoca. Apenas me afasto. Também por medo das pessoas julgarem frescura. E as vezes é.
Fora o auto estima e o ânimo. Puuuuft. Vai lá em baixo.
Cheguei a conclusão de que quando pensamos na vida, na nossa vida, ficamos assim. E fico pensando se no futuro, quando eu pensar na vida ficarei satisfeita.
Talvez eu tenha que parar de pensar na vida agora, afinal, isso é só o começo.

Ps: Novembro já começou a alguns dias, mas mesmo atrasada: Olá Novembro, me traga coisas boas por favor

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s